sábado, 11 de junho de 2011

Sargento do 33º BPM apresenta pesquisa no II Congresso Internacional de Direitos Humanos.

         Nos dia 09, 10 e 11 de junho, realizou-se na Universidade Luterana da Brasil, o II Congresso Internacional de Direitos Humanos, que recebeu palestrantes de diferentes regiões do Brasil e do mundo.
Dentre os temas abordados destacamos: Sociedade e liberdade no Estado Democrático de Direito, Direitos Humanos e acesso à justiça, Direitos Humanos e liberdade religiosa, Direito e autoritarismo.   
A abertura do evento ficou por conta da Mestre Alessia Magliacane pesquisadora italiana, que carrega em seu currículo três curso de mestrado na área do Direito.
         No dia 10 às 14h o sargento do 33º BPM, Geverson Aparício Ferrari, estudante de especialização na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, apresentou suas pesquisas que desenvolve há três anos com orientação do professor doutor Dani Rudnicki.
O tema tratado neste congresso pelo sargento trouxe reflexões sobre a produção da delinqüência no Brasil sob a óptica dos Direitos Humanos com ênfase na conhecida obra de Michel Foucault, Vigiar e Punir.
         O comandante do 33° BPM, major Ronie Coimbra, comenta:
 “Parabenizo o sargento Geverson Ferrari pelo brilhante trabalho e pela difusão de seus conhecimentos sobre Direitos Humanos adquiridos com esforços e dedicação. A Brigada Militar incentiva iniciativas, que visem o crescimento intelectual de seu efetivo em todas as área do conhecimento. É inconteste que deter conhecimento em Direitos Humanos é um dever de todo o cidadão, especialmente para os agentes responsáveis pela aplicação  da lei”
O primeiro sargento Geverson Aparício Ferrari é aluno do Curso de Especialização em Segurança Pública com Cidadania na UFRGS, com apoio do Fundo Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, o jovem estudante desenvolve há três anos pesquisas cientificas, com a orientação do Professor Doutor Dani Rudnicki que redundaram em três artigos científicos, um chamado “A Ressocialização do Preso sob a óptica dos Direitos Humanos” premiado no Concurso Nacional de Artigos Científico promovido pela Brigada Militar e revista unidade; outro artigo chamado “ As crianças da fome” que representou o Centro Universitário Ritter dos Reis no Prêmio Ajuris 2009, bem como o artigo “Direitos Humanos e trinômio polícia sociedade e criminalidade” publicado pelo jornal Tribuna Brigadiana, circulado em todo o estado com 10.000 exemplares.
Também apresentou suas pesquisas nos salões de iniciação científica da UFRGS, UERGS e UNIRITTER, neste último recebendo reconhecimento de destaque.
Por fim, conquistou grau máximo por ocasião da apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso de Direito pelo Centro Universitário Ritter dos Reis, também com a orientação do Professor Doutor Dani Rudnicki, intitulado “A Polícia Militar e as Crianças da Fome”.
O II Congresso Internacional de Direitos Humanos teve o seguinte título “iguais na diferença” e encerrou dia 11 às 12h. Os soldados Rafael Scherer e Tairone Souza dos Santos, ambos 15º BPM, também prestigiaram o evento.

Um comentário:

Karen disse...

Parabéns sgto!